flip-boxes3
Biossegurança na Estética
junho 7, 2017
automaquiagem_img
Biossegurança na Maquiagem
setembro 27, 2017
Exibir tudo

Biossegurança na Depilação

depilacao45

Olá pessoal,

hoje vamos falar de um tema bem importante.

Biossegurança na depilação.

Nos últimos anos muito tem sido falado sobre este tema. A preocupação com a contaminação de doenças durante procedimentos de depilação tem crescido, e muito.

Além das informações nas redes sociais, hoje temos uma defensora que vestiu a camisa da classe e sempre preocupada com o tema que a Daniela Ponte, coordenadora do Congresso de Depilação da Beauty Fair, que este ano completou sua 7 edição.

Para começar, vou republicar, algumas dicas postadas por mim no blog do Carreira Beauty  e complementar as informações:

OS RISCOS – Os ricos de contaminação com o uso inadequado de ceras e utensílios, e a falta de antissepsia deixam clientes e profissionais expostos a vários tipos de doenças. Dentre elas, estão: micoses, hepatite, HPV, entre outras.

ESPAÇO FÍSICO – O espaço físico deve ser o suficiente para caber a maca, mesa de apoio com armarinho para guardar ceras, descartáveis e acessórios e o profissional poder se movimentar confortavelmente.

PRODUTOS – A escolha de produtos de antissepsia, as ceras e os calmantes pós depilação deve ser feita de forma criteriosa, levando em consideração o custo-benefício. Estes produtos sempre devem ter registro no Ministério da Saúde e nunca, em hipótese alguma, devem ser reaproveitados. Estas informações parecem óbvias, mas infelizmente, ainda encontramos muitos profissionais e salões, tendo este tipo de atitude.

PROCEDIMENTO – O procedimento deve ser realizado por um profissional devidamente qualificado, que tenha concluído um curso de depilação e possua conhecimento das técnicas e cuidados nos procedimentos. Além disso, importante saber orientar seus clientes sobre os cuidados pós depilação e antes da próxima visita.

ESTERILIZAÇÃO – Todos os materiais que não são descartáveis, como por exemplo, as pinças e tesouras, devem ser esterilizadas após cada o uso, seguindo as normas da ANVISA.

DESCARTE DE MATERIAIS / SEGREGAÇÃO DE RESÍDUOS – Outro cuidado importante é providenciar as lixeiras para descarte dos diferentes tipos de lixo. Os materiais descartáveis que entram em contato com a pele do cliente, deve ser descartado como lixo infectante e seguir todas as normas e cuidados que este lixo necessita. Além dos descartáveis como luvas, máscaras, algodão e espátulas, aqui são descartadas também as ceras que jamais deverão ser reaproveitadas.

PROCEDIMENTO – todo o procedimento deve ser realizado de forma a prevenir qualquer tipo de contaminação, quer seja do cliente ou do profissional. Para isso, é muito importante a conscientização das pessoas. Centros de beleza que trabalham de forma séria e comprometida com a qualidade dos serviços, conseguem levar o negócio de forma segura e correta, sem comprometer o faturamento da empresa. Com isso, acabam conquistando e fidelizando clientes que estão cada dia mais exigentes e buscam por serviços de qualidade.

Estejam atentos as normas de Biossegurança a fim de garantir a saúde dos clientes e profissionais, fidelização da clientela e faturamento garantido.

Um grande abraço,

Letícia Valim

Dicas importantes para montar uma sala de depilação

 

Próximos posts:

  • Biossegurança na Maquiagem
  • Biossegurança no Embelezamento do Olhar
  • Biossegurança na Dermopigmentação
  • Biossegurança na Manicure e Pedicure
  • Biossegurança nos cuidados com os Cabelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *